post-title Casa nos EUA é a primeira a obter consumo zero de energia 2014-01-10 15:26:32 yes no Posted by: Categories: Notícias

Casa nos EUA é a primeira a obter consumo zero de energia

Casa nos EUA é a primeira a obter consumo zero de energia

Ampliar
O projeto ganhou o prêmio "Home of the Year", concedido pela revista Electronic House.
O projeto ganhou o prêmio “Home of the Year”, concedido pela revista Electronic House.

Depois de quatro anos entre projeto e execução, um empresário de Los Angeles finalmente completou em setembro a construção da primeira Net-Zero House do mundo. O conceito, criado por entidades ligadas ao meio ambiente em parceria com os setores de construção e tecnologia, serve para identificar edificações capazes de produzir toda a energia que consomem. O projeto ganhou o prêmio “Home of the Year”, concedido pela revista Electronic House.

Proposta e executada pela empresa Via International, a construção – localizada na praia de Malibu, com 1.300m2 de área útil – utiliza como fonte de energia um sistema de captação solar; todas as 600 lâmpadas utilizadas são de led e o sistema de calefação/ar condicionado é do tipo geotérmico, aproveitando o calor concentrado no próprio solo e em pedras espalhadas pelo terreno. “Nossa única lâmpada incandescente é a do microondas”, diz Steve Goldman, proprietário, que diz ter usado mais de 800 metros de fios.

Segundo Goldman, tudo isso foi possível graças ao uso intensivo de tecnologias de automação, com a programação das luzes e do ar condicionado para só serem acionados quando necessário. Engenheiro de formação, o próprio Goldman desenhou (e patenteou) um dispositivo que permite dimerizar todas as luzes – internas e externas – a partir de uma central de automação Crestron. “Quando começamos, nem todos os sistemas aceitavam luzes de led”, lembra o Chris Montreuil, da Via, responsável final pelo projeto. Segundo ele, o próprio Goldman foi procurar os leds compatíveis com seu dispositivo de controle.

O dono da casa garante que, mesmo operando com apenas 10% de sua capacidade, os leds oferecem luz mais forte que as das lâmpadas convencionais; a possibilidade de dimerização reduz ainda mais o consumo; e a programação do sistema faz com que os leds se apaguem gradativamente conforme aumenta a iluminação natural. Todas as 600 luzes da casa, quando acesas ao mesmo tempo, diz ele, consomem apenas 250 watts. “Armazenando a energia que captamos, ainda sobra um pouco no final de cada mês para oferecermos a alguns vizinhos e amigos”, conclui Goldman.

Electronic House/Revista Home Theater